NOTÍCIAS

04/02/2019

Menor margem no atacado sem osso dos últimos 29 meses

A virada do mês não trouxe o efeito esperado para o mercado da carne bovina. Na realidade, os preços, inclusive, caíram com mais força esta semana, do que na anterior.

Nestes passados sete dias, na média de todos os cortes, o preço da carne bovina vendida no atacado recuou 1,6%. Com isso, desde o final de dezembro, a queda acumulada foi de 6,2%.

Vale destacar que nesta semana a desvalorização da carne só não foi maior porque os cortes de dianteiro colocaram freio na queda geral.

Considerando somente a variação nos preços destes cortes de menor valor agregado, houve alta de 1,5%, em média, nesta semana. Contudo não grande suficiente para deter a queda total, já que os cortes “de primeira” depreciaram 2,5%, em média, no mesmo intervalo. 

Diante dessas recorrentes diminuições da receita, a margem das indústrias achatou e atualmente está em 16,2%. Este é o menor patamar desde o começo de setembro de 2016. Este valor é 3,5 pontos percentuais abaixo da média histórica.

Este quadro demanda atenção, pois as indústrias podem alterar suas estratégias de compra de gado nos próximos dias, a fim de tentar trazer a margem para patamares mais confortáveis.

Fonte: scotconsultoria