NOTÍCIAS

02/10/2018

Reposição: relação de troca melhorando em Goiás

Há um ano, as relações de troca com as categorias de reposição estavam em patamares mais interessantes que os atuais para o recriador e invernista. Por mais que na época a arroba do boi gordo valesse menos, os preços dos animais de reposição estavam menores, o que favorecia a troca. A cotação do boi gordo tem ganhado força desde o início do segundo semestre e melhorado o poder de compra do pecuarista. Mas o avanço deste índice foi modulado, pois, como os preços da reposição têm alta correlação com os preços da arroba, estes também acabaram sendo puxados para cima.

De qualquer maneira, por mais que esteja abaixo do observado em setembro de 2017, a relação de troca está em níveis melhores do que os observados na metade deste ano. Por exemplo, ao vender um boi gordo de 16,5@ em Goiás em julho de 2018 era possível comprar 1,65 bezerro. Atualmente a troca está em 1,76, melhora de 6,5% no poder de compra do recriador e invernista.

Fonte: agrolink