NOT═CIAS

07/06/2017

Diferenša de prešos do boi entre SP e MT atinge menor valor desde julho de 2015

O diferencial de base entre os indicadores de preços do boi gordo de São Paulo e Mato Grosso registrou em maio o quinto aumento mensal consecutivo, alcançando a marca de -10,85%, sendo este o menor valor desde julho de 2015. Em relação a maio do ano passado o aumento foi de 3,80 pontos percentuais.

Os dados são do informativo semanal sobre a pecuária de corte divulgado nesta segunda-feira (05/06) pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). Os técnicos explicam que enquanto em Mato Grosso a arroba do boi gordo conseguiu se recuperar levemente em maio, encerrando o mês cotado a R$ 121,45/arroba (já descontado o Funrural), em São Paulo, desde novembro do ano passado não há evolução nos preços. A cotação no mercado paulista fechou maio em média de R$ 136,23.

Os técnicos observam que o “o motivo propulsor para a redução no diferencial de base SP-MT, neste ano, vem sendo a maior desvalorização no preço da arroba em São Paulo. Questões relativas à oferta e demanda interna nestes estados, questões tributárias e estratégias dos agentes de mercado são algumas das justificativas para esta maior queda em SP”.

O levantamento do Imea mostra que na última sexta-feira os preços do boi gordo e da vaca gorda apresentaram expressiva queda no comparativo semanal. A arroba do boi gordo recuou 2,04% para R$ 120,91. Já a cotação da vaca gorda caiu 1,58% para R$ 114,41/arroba.

O Imea apurou que a cotação do bezerro de ano desvalorizou 0,10% na semana, ficando cotado a R$ 1.104,32/cabeça. No comparativo anual a queda foi de 13,26%. No balanço semanal, a relação de troca boi/bezerro recuou 2,04%. “Desta forma, com a venda de um boi gordo o pecuarista adquiriu 1,86 bezerro”, diz o Imea.

Fonte: Revista Globo Rural